Visita ao parque Jacques Costeau e culminância do Projeto NaturArte

Durante 3 meses as crianças realizaram trabalhos artísticos no campo das artes visuais (técnicas de desenho, pintura e representação natural) através do projeto NatuArte desenvolvido pela monitora do programa Escola Integrada, Isabela Vas.
 

Foram desenvolvidas atividades de leitura nas quais as crianças criaram histórias e interpretaram livros. A culminância do projeto foi no parque Jacques Costeau, onde os alunos observaram a paisagem natural interligando-a ao sentido sonoro e a tudo o que foi desenvolvido durante o projeto.

Alunos do programa Escola Integrada realizando a atividade "Múltiplos olhares de um ponto só" - setembro de 2018.
Alunos do programa Escola Integrada realizando a atividade "Múltiplos olhares de um ponto só" - setembro de 2018.
Alunos do programa Escola Integrada realizando a atividade "Múltiplos olhares de um ponto só" - setembro de 2018.
Visita ao parque Jacques Costeau e culminância do Projeto NatuArte - setembro de 2018.
Visita ao parque Jacques Costeau e culminância do Projeto NatuArte - setembro de 2018.
Visita ao parque Jacques Costeau e culminância do Projeto NatuArte - setembro de 2018.
Share:

1º Concurso de redação do programa Vida no Trânsito, conheça a redação vencedora!


 Programa Vida no Trânsito – Escola Segura.
Tema: Compromisso de inclusão e respeito à vida.
Oficina de Informática - Escola Integrada.

Abaixo está a redação vencedora das alunas Nicolly Miranda Silva - 11 anos – 5º Ano e Selina Porto Quaresma - 11 anos – 5º Ano. Parabêns meninas!!!


A vida no trânsito

Olá meu nome é Gabriela e hoje vim falar sobre a vida diária no trânsito.

Bom, você já viu alguma pessoa com deficiência andando pelos passeios da nossa cidade? Ela e muitas outras tem preferência no trânsito e em muitos outros lugares, vou dar um exemplo:

O piso mais grosso serve para guiar melhor os cegos. Outro exemplo também é o cão-guia que além de serem grandes amigos também são muito fiéis ao ajudar. As pessoas que possuem dificuldade em se locomover precisam ter um piso ideal, porque ultimamente a maioria das calçadas não tem uma rampa para facilitar o acesso do deficiente aos lugares.

Também quero falar das pessoas que precisam trabalhar, sair para algum compromisso, se divertir e etc... E não tem o carro adaptado. Bom eu acho que as fábricas precisam fazer mais carros adaptados assim e deviam dar uma promoção para que as pessoas consigam comprar.

Outro assunto que queria falar é da adaptação dos ônibus para os cadeirantes, bom, eu sei que os ônibus de Belo Horizonte possuem elevadores, e se eles estragarem ou terem um mal funcionamento, o que essas pessoas deverão fazer, não podemos deixar elas voltarem para casa tristes magoadas porque não tem como entrar no ônibus.

Você já deve ter percebido que a vida das pessoas com deficiência no trânsito é bem difícil, elas e as demais pessoas não deficientes tem que ter seus direitos respeitados, não importa o sexo, a religião, a idade, tamanho, enfim... todo mundo deve ter respeito e ser respeitado, para nosso mundo ficar melhor.
Autoras:
Nicolly Miranda Silva - 11 anos – 5º Ano;
Selina Porto Quaresma - 11 anos – 5º Ano.


 Entrega dos certificados para as alunas vencedoras do concurso:


Vida no Trânsito

Share:

Alunos do 5° ano entrevistam agentes públicos e esclarecem dúvidas sobre a Vida no trânsito.



Quem não gosta de estar sempre bem informado e ter a oportunidade de interagir com uma equipe de profissionais qualificados e experientes? Essa foi a atividade planejada e realizada para os estudantes da Escola Municipal Professora Efigênia Vidigal que participam do Programa Escola Segura desenvolvido pela Escola Integrada através de suas oficinas.



No último dia 06 de setembro, alunos do 5º ano do ensino fundamental entrevistaram agentes de trânsito da Bhtrans, da Guarda Municipal e Polícia Militar com o objetivo de esclarecer suas dúvidas a respeito da Vida no trânsito, a atividade possibilitou que os agentes conscientizassem e sensibilizem os estudantes sobre a importância de se adotar um comportamento mais seguro no trânsito, tornando-os em multiplicadores de práticas seguras, procurando minimizar a ocorrência de acidentes de trânsito com lesões graves e vítimas fatais.



A parceria com equipamentos públicos da comunidade é sempre uma excelente oportunidade de agregar novas experiências, conhecimentos e promover a socialização.
Entrevista realizada em setembro de 2018, promovida pelo projeto Vida no trânsito desenvolvido na EMPEV.

Entrevista realizada em setembro de 2018, promovida pelo projeto Vida no trânsito desenvolvido na EMPEV.


Share:

Vacinação contra raiva

22 de setembro foi dia de vacinação antirrábica na Escola Municipal Professora Efigênia Vidigal!

Embora, nos dias de hoje, a raiva seja uma doença considerada um tanto incomum, ela ainda é tida como uma grande preocupação por parte dos donos de pets. Incurável nos animais e fatal em 100% dos casos, a doença é uma zoonose e, portanto, também pode afetar os seres humanos – sendo que a vacina antirrábica é, ainda hoje, a sua única forma de prevenção.Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/vacina-antirrabica/
Embora, nos dias de hoje, a raiva seja uma doença considerada um tanto incomum, ela ainda é tida como uma grande preocupação por parte dos donos de pets. Incurável nos animais e fatal em 100% dos casos, a doença é uma zoonose e, portanto, também pode afetar os seres humanos – sendo que a vacina antirrábica é, ainda hoje, a sua única forma de prevenção.


Setembro de 2018.

Setembro de 2018.

Embora, nos dias de hoje, a raiva seja uma doença considerada um tanto incomum, ela ainda é tida como uma grande preocupação por parte dos donos de pets. Incurável nos animais e fatal em 100% dos casos, a doença é uma zoonose e, portanto, também pode afetar os seres humanos – sendo que a vacina antirrábica é, ainda hoje, a sua única forma de prevenção.Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/vacina-antirrabica/
Share:

Dia nacional do trânsito



Todos os anos, no dia 25 de setembro, é comemorado no Brasil o Dia do Trânsito. Mas o que é trânsito e a que se refere essa expressão?

O trânsito refere-se à circulação de pessoas, animais e veículos em vias públicas ou privadas com o objetivo de obter um deslocamento ou transporte de uma determinada carga, de forma que o carregamento e o descarregamento dessa carga também são partes integrantes do que se entende por trânsito.

A criação do Dia Nacional do Trânsito ocorreu a partir da criação do Código Nacional de Trânsito em 1997. O objetivo era estabelecer uma campanha intensificada de conscientização das pessoas sobre o seu comportamento utilizando veículos ou agindo como pedestres. Geralmente, essa campanha é desenvolvida na Semana Nacional de Conscientização no Trânsito.

No Brasil, as estatísticas referentes aos acidentes de trânsito são alarmantes. Dados recentes divulgados pelo Observatório Nacional de Segurança Viária referentes ao ano de 2013 asseguram que morrem mais pessoas nesse tipo de acidente do que, por exemplo, de câncer. A maioria desses acidentes está relacionada com infrações cometidas pelos motoristas e até pelos pedestres, dentre as quais, destacam-se:
  1. Uso do celular com o veículo em movimento;
  2. Dirigir alcoolizado;
  3. Excedência de velocidade;
  4. A não utilização correta da sinalização do carro (seta, luz de alerta, faróis, etc);
  5. A não tomada de distância segura em relação ao veículo da frente (algo comum nas rodovias);
  6. Falta de manutenção técnica do veículo (motor, combustível, óleo, freios, pneus e demais equipamentos e acessórios do carro);
  7. A não utilização do cinto de segurança e outros itens de segurança;
  8. O desrespeito ou o desconhecimento da sinalização do trânsito;
  9. O desrespeito ou o desconhecimento das leis de trânsito.
Ao longo dos últimos anos, o trânsito conheceu um aumento em seu número total de acidentes que colocou o Brasil em quarto lugar no ranking de maior número de mortes em acidentes de trânsito por ano, atrás somente de China, Índia e Nigéria. Em 2010, esse número foi de 42.844 óbitos, perfazendo um total de 22 mortes para cada 100 mil habitantes. Já em 2014, o número pulou para 48.349, segundo estimativas elaboradas pelo Instituto Avante Brasil.

Tal crescimento relaciona-se, sobretudo, com o aumento da frota de veículos no país, principalmente de motocicletas, que se envolvem na maioria dos acidentes. Por conta da crise financeira internacional e das medidas de promoção do crescimento econômico, o Governo Brasileiro concedeu muitas facilidades para a compra do carro zero, incluindo as sucessivas reduções ou isenções do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Tal incentivo não foi devidamente acompanhado por uma política de melhoria da mobilidade, embora muitas rodovias tenham sido reformadas e o Ministério das Cidades (com o Estatuto das Cidades) tenha sido criado com o objetivo de melhorar, entre outras coisas, o deslocamento e o acesso à cidade.

Nesse sentido, o Governo vem procurando criar medidas de contenção dos acidentes, incluindo campanhas de conscientização e o endurecimento de leis, com destaque para a Lei Seca, que impede que o condutor de um veículo dirija caso tenha ingerido bebida alcoólica em qualquer quantidade. Há leis também que colocam a necessidade de realizar uma educação sobre o trânsito na educação básica. Mesmo assim, esses esforços parecem não apresentar os efeitos desejados, haja vista que a imprudência dos motoristas ainda é muito grande.

 
Fonte:
PENA, Rodolfo F. Alves. "25 de setembro — Dia do Trânsito"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-transito.htm>. Acesso em 04 de setembro de 2018.
Share:
Blog da Escola Municipal Professora Efigênia Vidigal, Belo Horizonte - MG. Tecnologia do Blogger.

Política de segurança alimentar de Belo Horizonte é referência Internacional.

Reconhecida internacionalmente por meio de prêmios e participação em fóruns e conferências internacionais, a política de Segurança Aliment...

Total de visualizações de página

Pesquisar neste blog

Notificações via e-mail